terça-feira, 13 de dezembro de 2011

Maleta restaurada

A maleta em madeira restaurada, acondiciona uma peça oftalmológica, pertencente ao CHC.
Abaixo fotos da restauração:






Curso de Restauração e conservação de móveis e objetos em madeira

O curso iniciou no dia 01/09/2011 e terminou no dia 08/12/2011.
Abaixo segue as fotos do material, antes de ser restaurado. Este objeto pertence ao acervo Centro Histórico da Santa Casa de Porto Alegre (CHC). Objeto oftalmológico de origem alemã.





quarta-feira, 17 de agosto de 2011

Dia do Patrimônio Histórico

Em 17 de agosto de 1898 nascia em Belo Horizonte, Minas Gerais, o advogado, jornalista e escritor Rodrigo Melo Franco de Andrade (1898/1969), criador do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional– IPHAN, em 1937, e diretor da Instituição durante mais de 30 anos (1937/1968).

Durante as comemorações pelo centenário de seu nascimento, em 1998, o 17 de agosto foi instituído como o “Dia Nacional do Patrimônio Histórico”.

quarta-feira, 3 de agosto de 2011

5º Seminário Internacional Patrimônio Cultural: conservação e restauração no século XXI

O 5º Seminário Internacional Patrimônio Cultural: conservação e restauração no Séc. XXI que está previsto para o segundo semestre deste ano irá debater sobre os desafios e possibilidades de conservação e restauração de bens materiais e imateriais no Séc. XXI. Considerado um dos mais importantes fóruns de discussão nas áreas de conservação e restauração, o evento terá palestras, minicursos e estudos de caso e será estruturado em três eixos teórico-conceituais: O Pensar, O Ensinar e O Fazer.

A Fundação de Arte de Ouro Preto | FAOP em breve abrirá inscrições para participação.

Fonte:http://www.faop.mg.gov.br/?action=noticias&sec=1&con=614#!/profile.php?id=100002509241462


terça-feira, 19 de julho de 2011

Boal deixa o Brasil

BRASIL, São Paulo - Sem apoio do governo ou da iniciativa privada, viúva do dramaturgo leva o acervo para os EUA

A argentina Cecília Boal está decidida: até o fim do ano, parte do acervo de seu marido, o diretor de teatro, dramaturgo e ensaísta carioca Augusto Boal, que fundou o Teatro do Oprimido, foi eleito embaixador mundial da Unesco e morreu de leucemia em maio de 2009, migra para os Estados Unidos, sob a tutela da New York University (NYU). Segundo a psicanalista, que foi casada por 40 anos com o diretor que uniu teatro e ação social, trata-se da única saída possível ante a deterioração do material. “Não recrimino, nem me queixo do Brasil”, diz Cecília. “Mas este país é jovem e, apesar de estar progredindo, ainda não tem interesse em cultivar a memória de seus ícones”. Com a ajuda de amigos, Cecília descobriu recentemente que gastaria aproximadamente US$ 500 mil se quisesse limpar, catalogar e digitalizar no Rio os 20 mil textos, 300 horas de vídeo, 120 horas de áudio, 2 mil fotografias, 120 cromos e diversos desenhos (sim, Boal desenhava!) que o marido arquivou.

Fonte: O Globo - Cristina Tardáguila

http://www.revistamuseu.com.br/noticias/not.asp?id=29481&MES=/7/2011&max_por=10&max_ing=5#not

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Curso Internacional sobre Conservação Preventiva: Reduzindo Riscos ao Patrimônio Cultural


23 maio - 28 novembro 2011

18 de Julho. notícias sobre o curso de ensino à distância organizado pelo ICCROM e seus parceiros, o Canadian Conservation Institute (CCI ) e dos Países Baixos Patrimônio Cultural Agency ( RCE ).

As primeiras seis semanas foram dedicadas à introdução os participantes a identificação de riscos e gestão, e os conceitos fundamentais e terminologia.

Dentro de um ambiente de sala de aula on-line, os 30 participantes e palestrantes foram organizados em grupos, cada um focando um tipo de património cultural, como sítios arqueológicos, lugares históricos, património construído, arquivos e coleções de museus.Grupos têm fóruns de discussão sobre vários temas e uma parede para mais trocas informais.

Os dois primeiros meses ter consistido de tarefas semanais, além de vídeos e apresentações PowerPoint por professores e textos ilustrados para facilitar o processo de aprendizagem. Participantes estão agora trabalhando em seus próprios projetos de gestão de risco específico relacionado com um activo do património no seu país.

A estrutura do curso é baseado na metodologia de risco desenvolvido em parceria com o CCI e do Instituto Holandês do Património Cultural ( ICN ). Para o primeiro componente, "Estabelecer Context", os participantes discutiram os seus próprios estudos de caso e as razões para fazer avaliação de risco. Razões exemplos variou de aprender a priorizar no planejamento de intervenções, para aumentar a reputação do Instituto, a preparação para o futuro.

O segundo componente, "Identificar Riscos", foi introduzido por meio de exercícios, tais como mapeamento de riscos em gráficos, as causas relativas e seus efeitos, e escrever uma frase de resumo de risco. Os participantes também foram fornecidos com ferramentas para realizar a identificação de risco global. Como resultado, eles prepararam um projecto de relatório, que apresenta a justificativa para seus projetos individuais e os riscos que eles identificaram em seu ativo patrimonial. O relatório final será entregue no final do curso.

Para mais informações e se você tiver alguma dúvida, escreva-nos para risk2011 iccrom.org (at) .

Estados-Membros representados : Argélia, Argentina, Austrália, Bélgica, Brasil, Canadá, Chile, China, Colômbia, Croácia, Alemanha, Grécia, Índia, Itália, Quênia, México, Nova Zelândia, Nigéria, Noruega, Roménia, Sérvia, Eslovênia, Espanha , República Árabe Síria, Holanda, Turquia, Reino Unido, Iêmen

Fonte:

http://www.iccrom.org/eng/news_en/2011_en/events_en/07_18courseReducingRisks_en.shtml

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Encontro Nacional de Educação Patrimonial: pré-inscrições abertas

09/06/2011

Já está aberto o período de pré-inscrições para o II Encontro Nacional de Educação Patrimonial cujo tema é Perspectivas e estratégias para uma Política Nacional de Educação Patrimonial. A pré-inscrição é vai otimizar a avaliação das propostas de apresentação de trabalhos no evento, uma vez que a abertura oficial das inscrições para o encontro foi adiada para o dia 13 de junho.

O II Encontro Nacional de Educação Patrimonial será realizado de 17 a 21 de julho de 2011, no Centro de Artes e Convenções da Universidade Federal de Ouro Preto UFOP, dentro das atividades do Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana - MG, e tem como objetivo avaliar o desenvolvimento do tema da Educação Patrimonial e traçar estratégias para a construção e pactuação de uma política nacional nesse campo que favoreça a consolidação do Sistema Nacional do Patrimônio Cultural. Assim, o Encontro tem o intuito de dar continuidade ao trabalho de fortalecimento e integração dos agentes, estudiosos e interessados em educação patrimonial em setores amplos da sociedade civil e do Estado em suas diversas esferas. Desta forma, será possível construir uma rede que envolva profissionais, instituições, iniciativa privada, estudantes e grupos da comunidade em um trabalho conjunto com vistas à valorização do patrimônio cultural brasileiro como elemento chave para a identidade nacional e para o desenvolvimento sustentável que permanece, preserva e educa para a cidadania.

A inscrição terá o valor de R$15,00 (quinze reais). A ficha de inscrição está disponível em http://migre.me/50gbE, e deverá ser preenchida e encaminhada ao e-mail: educacaopatrimonial.encontro@gmail.com.
A Casa do Patrimônio de Ouro de Preto encaminhará um e-mail de confirmação do recebimento da ficha às pessoas que fizerem a pré-inscrição, que já terão sua inscrição oficial automaticamente realizada, não havendo a necessidade de fazê-la pelo site do Festival de Inverno de Ouro Preto. As inscrições só serão confirmadas após o pagamento do boleto bancário, que estará disponível no site do festival (http://www.festivaldeinverno.ufop.br/) a partir do dia 13 de junho, e que poderá se acessado através do número de CPF.

O evento vai reunir técnicos do Iphan, representantes da Rede Casas do Patrimônio e outros agentes comprometidos em alicerçar uma política nacional que oriente programas, projetos e ações no campo da Educação Patrimonial em âmbito nacional. A estimativa é a participação de 220 pessoas nas diversas atividades do Encontro. Serão disponibilizadas 150 vagas em cota aberta para participação do público em geral e ainda serão selecionados 50 posteres para exposição durante o evento. Os técnicos do Iphan serão indicados ao Departamento de Articulação e Fomento do Iphan - DAF pelas Superintendências e Unidades Especiais.

Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana
O primeiro Festival de Inverno de Ouro Preto ocorreu em 1967, a partir da iniciativa de professores da escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais – UFMG para levar a arte à coletividade. Realizado mesmo durante a ditadura militar, o Festival criou espaços para o debate e reflexão. Em 2004, a Universidade Federal de Ouro Preto assumiu a realização do Festival, envolvendo também a cidade de Mariana com a proposta de integração das atividades culturais nas duas primeiras capitais de Minas Gerais. Ainda hoje, o caráter artístico e educacional valoriza o espírito coletivo e garante a continuidade do processo de repensar praticas salvaguardando as bases culturais que constituem a sociedade, seus valores e a continuidade de sua história.

Todas as atividades do festival são pensadas e executadas a partir de um eixo temático. Em 2011, o tema 300 anos das Vilas de Minas homenageia Ouro Preto, Mariana e Sabará, pelo legado de história e cultura. Cidades reconhecidas como Patrimônio Cultural Brasileiro, sendo Ouro Preto também reconhecida como Patrimônio Mundial, têm como grande desafio a valorização de seus bens culturais, importantes na construção da memória e identidade nacional.

As primeiras vilas mineiras, conhecidas como Vilas do Ouro foram fundadas no século XVIII, em 1711: as vilas de Ribeirão do Carmo (Mariana), Vila Rica (Ouro Preto) e Vila Real N. Sra. Da Conceição (Sabará). Hoje, são reconhecidas pelos historiadores como representantes da terceira onda civilizatória nas Américas, antecedida apenas pelos Astecas e Incas. Desta forma, o Festival celebra a grande importância das minas gerais, que desde suas origens contribui para o processo histórico brasileiro, principalmente pelo estilo de vida e de arte singular. No período de 8 a 24 de julho museus, exposições, filmes, peças teatrais, oficinas, seminários, gastronomia, artesanato, ecoturismo e shows vão formar um grande circuito de arte e cultura brasileira, tendo como referência o estado de Minas Gerais considerado, por sua diversidade, a síntese do país.

A Curadoria de Patrimônio e o Iphan
Esse ano, o Iphan inaugura sua participação na Curadoria de Patrimônio através da parceria com a UFOP em decorrência de sua atuação regional no campo da Educação Patrimonial chancelada como Casa do Patrimônio. Sendo assim, a curadoria, ao considerar a abrangência das atuações do Iphan, selecionou oficinas, instalações e exposições que contemplam a diversidade cultural e oferecem ao público a possibilidade de vivenciar e refletir sobre as questões referentes ao patrimônio histórico e artístico nacional.

O 300 anos das Vilas de Minas inspira a recepção de profissionais, estudiosos e cidadãos comprometidos com a formação crítica para a valorização, preservação e ressignificação dos patrimônios nacionais durante o II Encontro Nacional de Educação Patrimonial. Durante o encontro, a curadoria pretende reunir as experiências dos diversos segmentos para delinear a Educação Patrimonial no país. Assim, reunir arte, história, cultura, natureza, educação e política é o desafio encampado pela curadoria nessa proposta de intervenção patrimonial no Festival de Inverno de Ouro Preto e Mariana em 2011.

PROGRAMAÇÃO II ENCONTRO NACIONAL DE EDUCAÇÃO PATRIMONIAL: estratégias para a implantação de uma Política Nacional.

Domingo

17/07/2011

segunda-feira

18/ 07/2011

terça-feira

19/ 07/2011

quarta-feira

20/07/2011

quinta-feira

21/07/2011

sexta-feira

22/07/2011

manhã

8:30h -1ªMesa “A Educação Patrimonial e as Políticas Públicas para o Patrimônio Cultural”:

10:30h - Debates

12h- Almoço

8:30h - 2ª Mesa “A Educação Patrimonial: desenvolvimento e cidadania”:

10:30h - Debates

12h- Almoço

8:30h - 3ª Mesa “Casa do Patrimônio: informação, educação e comunicação”:

10:30h - Debates

12h- Almoço

9h Reunião de Grupos de Discussão e Trabalho

12h Almoço

Sistematização do documento final e avaliação do evento pela equipe de organização

tarde

17h Credenciamento

14h Fala de Abertura dos Grupos de Trabalho: A Educação Patrimonial no Iphan. Análise das propostas e ações de Educação Patrimonial desenvolvidas pelo Iphan.

15:30h - Intervalo

15:45h - Reunião de Grupos de Discussão e Trabalho

18:00h encerramento das atividades

14h Reunião de Grupos de Discussão e Trabalho

16:00h- Intervalo

16:15h – Continuação da Reunião de Grupos de Discussão e Trabalho

18:00h encerramento das atividades

14h Ações de Educação Patrimonial – Trem da Vale

15:30h

Viagem de Trem Maria Fumaça – Ouro Preto/Mariana

Vivência das atividades

14h Plenária Final: Apresentação das relatorias dos GDTs, validação do documento final e Apresentação da Carta de Ouro Preto

Sistematização do documento final e avaliação do evento pela equipe de organização

noite

19h Solenidade de abertura e assinatura de atos e termos de cooperação

20h Conferência de abertura: “Patrimônio, educação e cidadania: desafios e perspectivas”.

21:30 h - Show d`A Barca: Turista Aprendiz

19h - Mesa redonda "O Artístico em Mario de Andrade: Diálogos estéticos e reflexões éticas"

19h - Exposição “Afixo” – Casa do Patrimônio de Ouro Preto/Casa da Baronesa

Atividade cultural/Festival de Inverno

Atividade cultural/Festival de Inverno

Mais informações
Assessoria de Comunicação Iphan
Adélia Soares – adelia.soares@iphan.gov.br
(61) 2024-6187 / 2024-6194
www.iphan.gov.br / www.twitter.com/IphanGovBr

Fonte: Ascom/ CODEP

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Nova Petrópolis lança campanha para doação de livros após incêndio

Fogo destruiu 80% dos livros de Literatura do acervo da Biblioteca Pública



Uma campanha de doação de livros está sendo lançada nesta quarta-feira em Nova Petrópolis para recuperar a perda de 8 mil obras literárias, 80% dos livros de Literatura do acervo da Biblioteca Pública Municipal Professora Elsa Hofstätter da Silva. Os livros foram queimados ou danificados pelo incêndio que atingiu o prédio histórico no sábado pela manhã.

A maior perda foi de exemplares da literatura infantil, brasileira e contemporânea, mas estão sendo recebidas doações de qualquer tipo de obra.

— Estamos recebendo qualquer livro e em qualquer estado. Mesmo os que não estiverem em boas condições ou forem de coleções repetidas serão entregues à reciclagem para gerar recursos para a compra de novas obras — explica a coordenadora de projetos de leitura da Secretaria da Educação, Paula Alessandra Schoeler.

Na cidade, os livros podem ser entregues na sede do Corpo de Bombeiros Voluntários (Rua Rui Barbosa, 576, Centro). Doações em grande volume, inclusive de outras cidades, serão recolhidas pela Secretaria de Educação de Nova Petrópolis. O telefone para informações e agendamento da coleta dos livros é o 54 3281.8442, com Paula ou Vera.

O prédio da biblioteca, que também abriga a Câmara de Vereadores, deve ficar fechado para reformas até o próximo mês. Enquanto isso, as atividades de retirada de livros e de leitura estão suspensas. As aulas de alemão, ministradas no local, foram transferidas para o Colégio Estadual Padre Werner.


Obras da literatura infantil, brasileira e contemporânea foram as mais prejudicadas


Fonte: http://zerohora.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&section=Geral&newsID=a3341779.xml

quinta-feira, 31 de março de 2011

IV ENEMU - Encontro Nacional dos Estudantes de Museologia

As normas de submissão de trabalhos para o IV Encontro Nacional de Estudantes de Museologia que será sediado na cidade de Goiânia em julho de 2011. 10 a 15 de Julho de 2011 UFG - Goiânia - Goiás "Museologia e Interdisciplinaridade" Informações: ivenemu.blogspot.com

quarta-feira, 23 de março de 2011

Edital de apoio à extensão universitária ...

Edital de apoio à extensão universitária abrange o campo do patrimônio cultural
23/03/2011

Os interessados poderão encaminhar suas propostas para o Ministério da Educação até 11 de abril de 2011
O edital 2011 do Programa de Extensão Universitária -- ProExt está no ar no portal do Ministério da Educação. As inscrições de propostas estão abertas até o dia 11 de abril de 2011. A linha temática número 10 abrigará iniciativas que visem à preservação do patrimônio cultural brasileiro, abrangendo desde projetos para mapeamento e pesquisa de bens culturais materiais e imateriais até projetos de educação patrimonial e capacitação de profissionais para restauração do patrimônio cultural.
O ProExt tem o objetivo de apoiar as instituições públicas de ensino superior no desenvolvimento de programas ou projetos de extensão que contribuam para a implementação de políticas públicas. Criado em 2003, o ProExt abrange a extensão universitária com ênfase na inclusão social.
Para saber mais, assista a entrevista com o coordenador do Proext, Lucas Maciel, nestes dois endereços:
Parte 1
Parte 2
Mais informações:Diretoria de Desenvolvimento da Rede de IFES – DIFES telefone: (61) 2022-8185
site: sigproj.mec.gov.bre-mail: proext@mec.gov.br.
No Iphan:Coordenação de Educação Patrimonial: telefone: (61) 2024-6188 / 2024-6150/ 2024-6184
Fonte: Coordenação de Educação Patrimonial / Ascom Iphan

terça-feira, 1 de março de 2011

Cultura, patrimônio e preservação

"E aquilo que é um patrimônio coletivo deve estar à disposição de todos. As grandes obras arquitetônicas são produzidas pelos pedreiros, pelos azulejistas, pelos encanadores. É essa mão-de-obra que produz todas essas coisas, mas é uma camada dominante que se apropria dela, que a utiliza, que a investe de siginificados e que a usa para enriquecer a sua existências cultural".
(Eunice Ribeiro Durham)

sexta-feira, 4 de fevereiro de 2011

9ª SEMANA NACIONAL DE MUSEUS





Começa nessa sexta-feira, dia 4 de fevereiro, a inscrição de eventos para a 9ª Semana Nacional de Museus, que acontece entre os dias 16 e 22 de maio. Os Museus interessados em participar devem entrar no site do Ibram (http://www.museus.gov.br/) até o dia 21 de fevereiro e preencher o formulário.

A Semana faz parte das comemorações do dia Internacional de Museus, celebrado em 18 de maio. O tema, sugerido pelo ICOM - Conselho Internacional de Museus, é Museu e Memória.

A Semana Nacional de Museus é uma oportunidade para museus de todo o Brasil promoverem eventos sobre um mesmo tema e se integrarem, intensificando suas relações com a sociedade. “Museu e Memória” permite uma reflexão da importância dos museus para a história dos povos e das sociedades e leva os participantes a descobrirem e redescobrirem a memória individual e coletiva.O museu que tiver alguma dúvida ou quiser mais informações pode mandar email para cpgii@museus.gov.br ou ligar para (61) 2024-4105 ou 2024-4137.